Login | Cadastre-se
replica uhren
Topo
← Voltar

Mitos e Verdades sobre Lipocavitação

Publicado em 04/07/2018 por Camila Lino

               A Lipocavitação, também conhecida por lipo sem cirurgia, é um procedimento estético com poucos riscos, indicado para eliminar gordura localizada e celulite, especialmente nas regiões da barriga, coxas, flancos e costas.

            Trata-se de as ondas ultrassônicas emitidas pelo aparelho penetram nas células de gorduras e a fazem implodir, direcionando-as para a corrente sanguínea e linfática.

Vejamos alguns mitos e verdades sobre esta técnica:

1.      Há risco para a saúde?

MITO. Não há riscos, desde que o tratamento seja feito conforme o protocolo, numa clínica confiável e realizado por um profissional habilitado.

2.      O método substitui a lipoaspiração?

MITO.  A Lipocavitação proporciona a diminuição real de medidas, mas não retira a mesma quantidade de gordura de uma lipo, que, vale lembrar, é uma cirurgia plástica e, portanto, tem um pré e um pós-operatório muito mais delicado. Na lipocavitação, não há dor nem período de recuperação. Mas o resultado do tratamento não pode ser antecipado e varia para cada mulher.

3.      Nem todos podem fazer essa técnica?

VERDADE. Assim como todos tratamentos estéticos, tem suas contra - indicações, tais como:

  •  Durante a gravidez, pois por falta de comprovação científica não se sabe se o procedimento é perigoso para o feto; 
  •  Diabetes ou paralisia, pois existe uma diminuição na sensibilidade, o que pode potenciar o surgimento de queimaduras; 
  •  Colesterol alto, doença cardíaca ou pressão alta, são doenças que podem ser agravadas devido à liberação da gordura para a corrente sanguínea, que pode ser depois novamente absorvida; 
  •  Obesidade, pois não é um procedimento para emagrecer, apenas para modelar e tonificar regiões específicas do corpo; 
  •  Epilepsia, pois existe o risco de convulsão durante o procedimento; 
  •  Quando existem feridas ou processos infecciosos na região a tratar; 
  •  Em caso de prótese, placas, parafusos metálicos ou DIU no corpo, pois o metal pode aquecer durante o tratamento e causar queimadura; 
  •  Quando existem varizes ou veias dilatadas na região a tratar, pois existe o risco do tratamento fazer a variz rebentar.

4.      Pode causar queimadura?

MITO. A técnica em si só pode causar queimaduras SE for realizado por não profissionais e em clínicas suspeitas, este problema pode ser evitado se a técnica foi realizada por uma profissional experiente.

            Vale reforçar que esta técnica deve ser realizada por um profissional habilitado, e em uma clínica confiável.
http://www.leighit.co.uk/
http://www.liberia.org.uk/

Avaliações


Esta matéria ainda não foi comentada. Seja o primeiro!