Login | Cadastre-se
replica uhren
Topo
← Voltar

Empreendedorismo Solitário

Publicado em 14/03/2019 por Felipe Rocanelli .´.

Após 10 anos de profunda dedicação ao empreendedorismo e entre conquistas e derrotas, parei para me questionar: Por que eu empreendo? E foi justamente essa indagação que me fez refletir sobre todo meu percurso e isso me levou, de certo modo, a destruição de tudo o que eu pensava. E justamente essa epifania sofrida que irei relatar nesse artigo de maneira sucinta.

Sempre tive o conceito de que para ser forte você deve ser independente e jamais deixar as pessoas perceberem suas fraquezas. Isso me acompanhou por toda a trajetória no mundo dos negócios e na vida pessoal, formando o mais terrível dos defeitos – o orgulho. Enfrentei diversas dificuldades que muitas vezes achei que não superaria e também obtive grandes vitórias. E tudo isso sozinho! Isso sempre me deixou enaltecido, afinal percorri essa jornada solitariamente. E eis a fonte de todo o meu erro. Você já parou para se questionar o porquê de estar empreendendo? Se você não souber essa resposta, tome cuidado: quando não sabemos para onde se está indo, qualquer lugar servirá. Contudo, se seu pensamento for voltado a lucro, sucesso, independência e substantivos semelhantes a esses, sinto lhe informar que sua jornada está fadada ao fracasso! Não que nenhum desses fatores sejam importantes, claramente eles são, o grande problema é quando eles aparecem sozinhos. Explico: e se mudar a pergunta de “por que” para “por quem”, ou seja, por quem ou para quem você está empreendendo? E foi isso que acabou por levar todos meus preceitos e meu orgulho a serem destruídos. E digo-lhes que é um momento de muito sofrimento.

                Não há nada de errado em querer seguir uma jornada sozinho, até porque muitos o conseguem sem sofrer nada pelo caminho. A questão é o final dessa jornada: é como escalar uma montanha e quando se chega ao final, não tem ninguém para dividir a vista com você. As vezes não nos damos conta de todos que passam e passaram em nossas vidas sem lhes dar o devido valor. Quantos momentos perdem-se com pessoas que amamos em nome de nossa jornada solitária? Para que lutar incansavelmente se quando chegar lá na frente não temos com quem compartilhar nosso sucesso? Vendemos saúde e felicidade em nome do dinheiro e lá na frente gastamos todo esse dinheiro afim de recuperar saúde e felicidade. É um ciclo condenado ao fracasso. Ter foco em algo é essencial no mundo dos negócios. Porém, não o confunda com cegueira.

                Essa reflexão que fiz me motivou a fazer diferente e me desfazer do orgulho. Hoje enxergo que minha dedicação solitária não serviria de nada pelo simples fato de não ter com quem dividir esses momentos. E se você em algum momento se identificou com parte disso, sugiro que repense. Não perca momentos importantes em sua vida em nome do trabalho. Os filhos crescem e as vezes você não acompanha a evolução dos mesmos. Você pode perder uma pessoa que ama sem que ao menos ela saiba ou antes mesmo que você se dê conta disso. Devemos deixar as pessoas a quem amamos com palavras carinhosas. Pode ser a última vez que as vejamos.

                A gente vai aprendendo com o passar do tempo que ter foco em empreender não significa ser sozinho ou infeliz. Afinal, o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E lembre-se: quando você anda sozinho pode até chegar mais rápido, mas quem caminha com alguém chega muito mais longe!
https://www.replicascores.ca/
https://www.thereplica.ca/

Avaliações


Esta matéria ainda não foi comentada. Seja o primeiro!