Login | Cadastre-se
replica uhren
Topo
← Voltar

TORCEU O PÉ? MITOS E VERDADES SOBRE ENTORSE

Publicado em 03/06/2019 por Camila Lino

A entorse de tornozelo é a conhecida “torção no pé”, um buraco no trajeto da corrida, um degrau inesperado, ou até mesmo um momento de distração com salto alto podem levar a um movimento brusco de inversão do tornozelo, o que gera lesões, edema e dor na região lateral dessa articulação.

As entorses podem ser classificadas como :

            Entorse em inversão: o pé vira para fora causando dor ao longo do lado externo do tornozelo.

            Entorse em eversão: o pé vira para dentro causando dor ao longo do lado interno e pode representar uma lesão mais grave para os tendões e ligamentos.

            Entorse em rotação: o tornozelo vira para fora ou para dentro, porém, com maior amplitude afetando os movimentos de adução e abdução

            Talvez por ser muito frequente, a entorse não costuma receber a devida atenção. Muitas vezes é apenas tratada com gelo e alguns dias de repouso.

            Por isso vamos esclarecer o que é mito e o que é verdade quando se trata de um tornozelo torcido.

 

Se você pode andar, não está quebrado. Essa frase é verdade?

MITO. Nossos corpos são verdadeiras máquinas e quando uma parte se quebra, como um osso no tornozelo, as endorfinas naturais podem atenuar a dor principalmente durante uma prova ou atividade esportiva. Os músculos e tendões ao redor da fratura podem se imobilizar com firmeza suficiente para sustentar o osso quebrado, tornando-o estável o suficiente para que você possa andar.

            Então, se você acha que pode ter quebrado o tornozelo, obviamente você não deveria ignorar e continuar andando ou correndo.

 

É verdade que se torcer o tornozelo uma vez, vai torcê-lo sempre?

VERDADE. Com certa frequência, as entorses, em especial as graves, podem produzir como uma das sequelas a repetição das entorses. Principalmente se não for realizado um tratamento após a entorse, isso pode ocorrer por vários motivos, um deles é a frouxidão capsulo-ligamentar que algumas pessoas possuem e, em geral, de origem genética. Outro indicativo é o mau preparo físico com equilíbrio prejudicado ou o uso de calçados inadequados.

Salto alto favorece a entorse?

VERDADE. Instabilidade, esta é a palavra. Como a mulher de salto anda em uma altura mais elevada, o equilíbrio e a estabilidade do tornozelo podem diminuir.  A articulação que une o pé à perna é o tornozelo, ele é responsável pelos movimentos de rotação, flexão, extensão e exige estabilidade, oferecida pelos ligamentos, mas 70% das pessoas apresentam instabilidade crônica por causa de sapatos errados, principalmente plataformas, que levam a torções do tornozelo.

 

Como prevenir a entorse do tornozelo?

Embora as entorses façam parte da vida, há algumas formas de prevenção:

  • Realizar sempre aquecimento antes da prática desportiva
  • Ter sempre muita atenção com pisos irregulares (buracos, desníveis, etc);
  • Usar calçado estável e confortável;
  • Evitar mudanças bruscas de posição e direção;
  • Desenvolver a musculatura com atividade física regular,
  • Fazer o uso de órteses de estabilização caso sinta insegurança ao realizar algum movimento.

 

            Em todos os tipos de entorse, o repouso imediato e o uso de gelo e compressas se fazem necessários. A fisioterapia ortopédica também é muito importante nesses casos, já que o profissional proporciona atividades que aceleram a cicatrização da fratura, dos tecidos circundantes e restabelece os movimentos comprometidos.

 

            A DICA PRINCIPAL É: SEMPRE PROCURAR UM PROFISSIONAL AS SAÚDE.

Avaliações


Esta matéria ainda não foi comentada. Seja o primeiro!