Login | Cadastre-se
replica uhren
Topo
← Voltar

DIALOGAR E CONVIVER

Publicado em 27/03/2017 por Bianca Colepicolo

Sustentável é tudo aquilo que se mantém sem grande esforço ou prejuízo. Entendemos que qualquer ação, para ser sustentável precisa ser:

- Socialmente justa 2019 replica watches

- Economicamente viável

- Culturalmente aceita

- Ecologicamente correta

E como não vivemos isolados, sempre que falamos de sustentabilidade estamos falando do espaço comum e, por isso, falamos então de \"CONVIVÊNCIA\".

Convivemos diariamente com centenas de pessoas. Na família, na rua, no trabalho, no facebook, na escola... Não podemos dizer, no geral, que conhecemos a fundo cada uma dessas pessoas (dizem os mais sábios que para se conhecer alguém é preciso dividir um quilo de sal) e, por isso, algumas vezes torna-se difícil entender e respeitar o modo de pensar do outro. Para não haver aborrecimentos, fugimos do conflito.

Não queremos o desgaste de ouvir uma opinião diferente, ter que explicar a nossa e, pior ainda, ter que entrar em consenso. Somos muito certos de que estamos sempre certos. Não fomos ensinados a dialogar. E, com tantos problemas que temos na nossa vida pessoal, ainda vamos buscar conflitos na gestão da comunidade, participar de conselhos, nos envolver em política, falar de leis e tentar achar solução para os problemas sociais? Ah...parece loucura!

Acontece que, quando se fala em ações para o bem comum, prosperidade sustentável e cultura de paz, a chave de tudo é o diálogo. É só através do diálogo que podemos encontrar soluções para melhorar nossa qualidade de vida, já que nossa qualidade de vida depende da convivência e dos espaços de convivência.

Dialogar significa ouvir, refletir e expor nosso ponto de vista considerando a fala do outro. Logo, o diálogo é a construção de uma nova ideia e não o convencimento de que a primeira ideia apresentada é a melhor.

Se queremos viver no mesmo espaço e, portanto, conviver, precisamos aprender a dialogar e parar de fugir das zonas de decisão sobre as questões comuns. Precisamos dispor parte do nosso tempo e da nossa energia para discutir de forma construtiva soluções para nossas questões comunitárias. Precisamos nos doar também e respeitar a doação dos outros.

Quando evitamos conviver e dialogar estamos entregando ao outro a responsabilidade por nossa qualidade de vida e isso, a médio e longo prazo, claramente não se sustenta.

Avaliações


Esta matéria ainda não foi comentada. Seja o primeiro!