Login | Cadastre-se
replica uhren
Topo
← Voltar

DICAS DE SEGURANÇA PARA SÍNDICOS!!

Publicado em 10/11/2016 por Sergio Natal

O Síndico é o representante jurídico do condomínio, é a pessoa escolhida em uma Assembléia de moradores para defender os interesses do condomínio, administrar uma comunidade, de modo que  cabe a ele zelar pelos interesses de todos.

Nessa matéria iremos abordar alguma orientações de Segurança  que os Síndicos devem tomar para evitar ou minimizar a possibilidade de sofrer com as ameaças externas e conseqüente  ação dos bandidos.

 

? JUNTO AOS MORADORES:  O síndico deve desenvolver normas e regras firmes e transparentes sobre a segurança do condomínio, discriminando, inclusive, punições, principalmente no tocante ao acesso  no condomínio. Em reuniões condominiais aborde assuntos relativos à segurança de seu condomínio, de idéias, chame os moradores para participar e dar sugestões, e até mesmo forme um conselho ou comissão específicos para tratar do assunto segurança, incentivado a participação de todos os moradores. 

? JUNTO AOS FUNCIONÁRIOS:  Na contratação de funcionários, se for feita pelo próprio condomínio, realize a entrevista e investigação social de todos que forem  trabalhar no condomínio. Comoisso causa muitos transtornos ao síndico e uma responsabilidade muito grande em  “suas costas”, é cada vez mais comum a Terceirização dos Serviços de Portaria, pois a empresa contratada é que fica responsável por todo esse processo. Porém o síndico deve pesquisar, visitar as instalações, pedir documentação e ainda referências com outros síndicos e com a Administradora da empresa a ser contratada. Obtenha o máximo de informações da empresa  de Portaria e desconfie sempre daquelas que dizem dar “ brindes” pois com Segurança não tem brinde. Procure pedir à empresa de Portaria Certificados de formação e qualificação de seus funcionários e  ainda fiscalize a rotina de trabalho de funcionários e zeladores no interior do condomínio.

? JUNTO À SEGURANÇA DO CONDOMÍNIO: Cadastre e mantenha atualizada a relação de todos os moradores  e dos veículos, onde deverá constar desde o modelo, cor e  a placa de seu veículo até o nome de parentes próximos para contato em caso de emergência. Conheça a legislação sobre o condomínio e sua administração, bem como o Regulamento Interno e a Convenção Coletiva, pois o síndico sempre será questionado sobre as normas de segurança.

Sempre que houver obras no interior do condomínio, se for nas áreas comuns,  acompanhe o seu andamento junto com o zelador, e se for no interior dos apartamentos, exija o ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), devidamente assinado por um engenheiro ou um arquiteto. Seu objetivo é acabar com a cultura de que a contratação de um bom pedreiro não acarreta maiores problemas para a estrutura do condomínio.

Procure manter suficientemente iluminadas as entradas do condomínio, pois a iluminação afasta a criminalidade e da maior sensação de segurança aos moradores a facilita a visualização e o trabalho dos porteiros, evitando o uso de decoração e de jardinagem que obstruam a ampla visão do local ou criem pontos de penumbra à distância.

Mantenha sempre um sistema eletrônico de Controle de Acesso veicular (Linear) e de moradores (Biometria) junto a  portaria, pois esse é o momento crucial e mais propenso ao ataque de criminosos. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, 95% do roubos à  condomínios  acontecem pela portaria, seja por falha dos porteiros ou ausência de sistemas de Segurança Eletrônica.

 Morar em condomínio é saber conviver em coletividade, respeitando as regras de convívio social  e principalmente  de segurança, para que todos possam ter protegidos os seus maiores bens: “A Vida e o Patrimônio”.

 

 

Sergio Natal Candido Junior

Tenente da Polícia Militar e Advogado

Avaliações


Esta matéria ainda não foi comentada. Seja o primeiro!